5 dicas para fazer uma boa gestão de estoque

Com dificuldades para gerar vantagens competitivas para o seu e-commerce? Saiba que uma boa gestão de estoque pode ajudar bastante.

Primeiro, porque você consegue administrar melhor os custos da sua operação, na medida em que tem como planejar suas compras.

Outra vantagem importante é o direcionamento mais preciso das suas estratégias de vendas e de marketing. Fique atento: o controle adequado das entradas e saídas de mercadorias é um fator decisivo na tomada de decisões sobre o negócio.

A seguir, reunimos trazemos 5 dicas importantes sobre gestão de estoque. A proposta é que você consiga colocá-las em prática para aumentar os seus resultados no dia a dia. Confira!

1. Profissionalize sua operação

Como em qualquer processo de gestão, é difícil ter bons resultados sem dar a devida atenção à sistematização das atividades.

Infelizmente, muitos gestores ainda adotam posturas amadoras nessa área, o que prejudica bastante o andamento dos trabalhos.

Medidas simples podem ajudar, como definir os responsáveis por cada função e instituir mecanismos de controle na entrega das tarefas delegadas para os integrantes da equipe.

Nem sempre fazemos essa associação, porém, o estabelecimento de determinadas rotinas é fundamental para a produtividade dos colaboradores.

Quando o assunto em foco é gestão de estoque, esse tipo de controle não vai garantir apenas mais eficiência para a operação. Ele é fundamental para que o e-commerce consiga assegurar sua rentabilidade no longo prazo.

Fique atento: excesso de mercadorias estocadas pode ser tão prejudicial quanto a falta de mercadorias. Ambas as situações vão impactar negativamente as margens de lucro.

Investir na profissionalização da operação também exige o emprego das soluções mais adequadas para o negócio. Vamos tratar desse assunto no próximo tópico. Acompanhe!

2. Use as ferramentas adequadas

Ter uma operação bem-sucedida depende do emprego de bons recursos. A tecnologia tem um papel essencial na organização dos negócios online, independentemente do porte ou ramo de atuação.

Por isso, atenção redobrada na contratação da plataforma de e-commerce. É importante que ela forneça o suporte necessário para as atividades relacionadas à gestão da operação.

Um dos pontos centrais é a questão das integrações. O ecossistema do comércio eletrônico não é tão simples quanto parece. Para que a loja funcione em sua potência máxima, ela precisa agregar diferentes recursos.

Na JET NEO, os clientes podem contar com uma loja de apps (para escolher os melhores recursos para sua operação) e a plataforma está devidamente preparada para fazer as integrações.

Com foco específico na gestão de estoque, um dos destaques da plataforma são os recursos para a chamada “vitrine infinita”. Na prática, isso significa que o gestor consegue visualizar e administrar, num sistema único, as vendas no e-commerce e na loja física.

O comportamento do consumidor hoje é omnichannel, então, faz sentido que a marca esteja presente em todos os canais. Contudo, sem um controle eficiente, são altos os riscos de falhas, daí a necessidade de uma plataforma baseada no conceito da omnicanalidade.

3. Monitore tudo, o tempo todo

Profissionalizar a operação e ter um sistema de gestão adequado são medidas importantes. Contudo, os efeitos não serão positivos se o e-commerce não fizer um acompanhamento constante do processo de vendas.

Com os recursos adequados, esse trabalho fica mais fácil, mas é importante definir as medidas que serão adotadas em cada situação.

Para isso, o primeiro passo é determinar o tipo de estoque da loja. Em tese, é recomendado atuar com estoques just time, mas depende muito da área de atuação.

Trabalhar com estoques reduzidos costuma impactar nos custos da loja, uma vez que o e-commerce não precisa mobilizar o capital na aquisição das mercadorias, nem arcar com os gastos de armazenamento.

Mas é preciso ter agilidade para sanar eventuais problemas. Detectou níveis muito elevados de determinado item? É hora de realizar algum tipo de ação para impulsionar as vendas.

Nesse caso, algumas estratégias podem ajudar:

  • Promoções casadas, incluindo aquele item num combo de produtos;
  • Criação de banners específicos para promovê-la no site;
  • Ações de remarketing;
  • Oferta de cupons especiais.

4. Fique de olho nos custos

O planejamento das vendas não é uma tarefa fácil para o e-commerce. Afinal, a base são as previsões da equipe e os históricos, que nem sempre se concretizam.

Além do controle físico das mercadorias, uma boa gestão de estoque precisa considerar a questão financeira. Ou seja, é importante levar em consideração o valor dos itens, giro e margem de lucro.

Ao fazer esse tipo de monitoramento a loja consegue elaborar estratégias mais eficientes, visando:

  • Valorizar os produtos que ajudam a aumentar o giro da loja;
  • Estabelecer ações específicas para os itens que geram mais lucratividade para o negócio;
  • fazer um gerenciamento mais preciso da política de descontos do e-commerce, de forma a mantê-lo competitivo.

5. Opte por sistemas integrados

Para que a sua gestão de estoque possa ser usada como vantagem competitiva, é importante ter em mente que problemas na entrega dos produtos pode ter efeitos mais graves do que a simples perda da venda.

Na internet as marcas estão bem mais expostas, portanto, é preciso assegurar que o consumidor tenha experiências positivas com a loja.

Os sistemas empregados na gestão do e-commerce têm tudo a ver com essa história. Afinal, quanto mais recursos para os gestores, melhores os resultados.

Certifique-se de que a sua plataforma de e-commerce disponibilize informações sobre:

– Comportamento e jornada de compra

Melhores clientes, funil de compras, novos clientes mensais e comparativos por faixa etária e sexo.

– Relatório de carrinhos abandonados

Eles são úteis para a análise do comportamento do consumidor para tomadas de decisão ágeis, recuperando mais vendas.

– Estatísticas gerais

Visitantes de loja, clientes cadastrados, e-mails cadastrados, pedidos e uma série de estatísticas disponíveis a um clique.

– Análise de visitas na loja virtual

Obtenha uma tabela comparativa de profundidade de visitas x faturamento

A maximização dos resultados do e-commerce é uma meta que pode ser alcançada por meio da adoção de medidas simples em prol da organização da operação.

A gestão de estoque se insere nesse contexto. Quanto mais criterioso o processo de tomada de decisão, melhor para o desempenho do e-commerce.

Gostou do artigo? Ajudou a esclarecer suas dúvidas sobre o assunto? Baixe agora nosso Manual definitivo da jornada do cliente no e-commerce. Ele ajuda você a aproveitar todo o potencial das estratégias de marketing e vendas para conquistar um potencial cliente durante sua jornada de compras no e-commerce.

Posts relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *