A importância do PIX para o e-commerce

Num cenário marcado por tanta instabilidade, o comércio eletrônico teve um importante papel para a economia mundial em 2020. Em muitos casos, foi o faturamento das vendas online que conseguiu garantir a sobrevivência das empresas.

Neste contexto, no Brasil, foi positivo o lançamento, pelo Banco Central, do PIX, nova modalidade para a transferência de valores e pagamentos.

Como foi a aceitação do PIX

Lançado em novembro de 2020, o PIX tem apresentado números bem positivos no país, mostrando que foi rápida a adesão da população por esta modalidade de pagamento instantâneo.

Informações do Banco Central indicam que mais de 140 milhões de usuários já se cadastraram no novo sistema de pagamento – sendo cerca de 125 milhões pessoas físicas.

E, até dezembro, quase 150 milhões de operações foram realizadas via PIX.

Diante deste cenário, é importante que as empresas levem em consideração essas novas possibilidades ao planejarem as suas estratégias de negócios.

Um dos aspectos que podem ser analisados pelo varejo, por exemplo é a adoção do modelo de personalized pricing, baseado na precificação de produtos ou serviços a partir das características pessoais de cada usuário.

A proposta, neste caso, é usar a base de dados de clientes, como o histórico de compras, para avaliar o quanto a pessoa estaria disposta a pagar por determinado item.

O objetivo, no caso, é fazer ofertas direcionadas e, claro, personalizadas. Esse tipo de iniciativa atende à demanda do consumidor 3.0, que valoriza esse tratamento mais customizado.

O que está por trás dessas iniciativas é a possibilidade de explorar melhor os recursos advindos da transformação digital do varejo para gerar vantagens competitivas para os negócios.

Quais as vantagens do PIX para o e-commerce?

No caso dos pagamentos instantâneos, são muitas as vantagens para as lojas, como:

* possibilidade de ampliar a sua base de clientes, alcançando também aquele público não bancarizado.

* mais agilidade no fechamento da compra, uma vez que a liquidação da transação é imediata – para os pagamentos à vista, não é preciso aguardar o período de compensação dos boletos, o que facilita a gestão do estoque da loja.

* com a aprovação do pagamento na hora, é possível também reduzir os prazos de entrega, uma vez que mesmo as compras realizadas nos finais de semana ou fora do horário comercial podem ser liberadas rapidamente.

* redução dos custos de transação para o e-commerce. Empresas como PagSeguro, por exemplo, têm taxas mais baixas para esta modalidade, em comparação com emissão de boleto e cartão de crédito.

* aumento na satisfação dos clientes, principalmente em virtude da agilidade no checkout.

* considerando que experiência do cliente é hoje ponto-chave para o sucesso das operações, é fundamental agregar novos meios de pagamento, deixando a critério do público a escolha da alternativa mais adequada para a sua situação.

 * a eliminação ou mesmo redução de pagamentos com boletos é uma das vantagens do PIX. Neste caso, não pesa apenas a questão do tempo. As taxas de abandono são um dos problemas enfrentados neste tipo de pagamento, uma vez que são bem maiores nesta modalidade.

Adesão ao mobile

As expectativas positivas em relação à adoção do PIX no e-commerce têm relação também o mobile first. A evolução nessa área tem sido muito rápida, consolidando o aparelho celular como canal fundamental para o e-commerce.

Para se ter ideia, cerca de 80% dos usuários utilizam o cartão de crédito nas compras online, sendo mais de 60% via celular. Ou seja, o mobile é uma realidade e, no caso do PIX, ele facilita ainda mais as transações via esse canal.

O consumidor conclui a operação com alguns cliques e, da parte do lojista, o dinheiro entra mais rápido e com um custo menor que o do boleto e do cartão.

Considerando um cenário no qual o comportamento do cliente já é omnichannel, é importante que se possa contar com mais alternativas de pagamento que possam ser empregadas em todos os canais.

No último ano, por exemplo, vimos o WhatsApp despontar como uma das plataformas mais importantes para a interação com o público. E, com a facilidade do PIX, a loja ou o seu revendedor pode concluir todo o processo num ambiente rápido e seguro.

Num cenário de maior competitividade para o e-commerce, em razão do aumento de número de lojas, é benéfico o fato de haver mais possibilidades em termos de meios de pagamento.

Como citamos no início, a adesão do público foi alta para o PIX e, a partir deste ano, devemos ver a consolidação dessa opção no comércio.

Artigo originalmente publicado no Blog Ecommerce Brasil.

Posts relacionados