Canais de tráfego: Como atrair mais clientes para a sua loja virtual

Depois de criar um negócio de comércio eletrônico, a primeira coisa que você deve se perguntar é: como conseguir tráfego para a minha loja virtual? Neste momento é preciso definir quais canais de tráfego serão utilizados na sua estratégia de marketing.

Muitas maneiras de divulgar uma loja física também se aplicam a uma loja virtual. O Marketing Boca a Boca, é uma delas, email marketing, entre outras formas são tão eficazes quanto.

Porém, há tantos canais que você pode não saber qual o mais eficaz para o seu segmento, o que poderá gerar um gasto muito alto da verba da sua empresa, e que se não for corrigido rapidamente, pode gerar um grande prejuízo para o seu negócio.

Para facilitar a sua compreensão sobre esse tema e apresentar algumas soluções práticas que você poderá aplicar no seu negócio, separamos 4 canais de tráfego para atrair leads qualificados para a sua loja virtual e aumentar as suas vendas.

Aproveite a leitura! 

1. Tráfego orgânico

Lembra quando surgiu o Yahoo? Eu também não. Mas esse canal de marketing digital tem funcionado desde então. O Google, o buscador mais utilizado do mundo, elevou essa competição para outro patamar. 

Há 20 anos era mais fácil para as empresas se posicionarem nas primeiras posições dos motores de busca. 

Utilizar palavras-chave não era tão importante, e tudo isso resultou em taxas de conversão mais altas. 

Mas com o surgimento de milhões de lojas virtuais a todo o momento, o crescimento das plataformas para criar uma loja virtual, que tornaram a tarefa mais simples, obter tráfego orgânico se tornou uma tarefa muito difícil. 

É preciso um planejamento de inbound marketing, e não apenas começar a escrever sobre qualquer assunto.

Os usuários ainda procuram empresas, produtos e serviços com base em palavras-chave e frases específicas, porém, há tantas empresas bem posicionadas, que você precisará de uma estratégia para poder ficar no topo das buscas.

Se você está realmente apresentando soluções para os problemas da sua persona, dando soluções exclusivas e utilizando boas práticas de SEO, as chances são altas de você alcançar o topo das buscas. 

Os motores de buscas, como são conhecidos, possuem bots que ficam varrendo a internet atrás de conteúdos relevantes a fim de ajudar os usuários a encontrarem as soluções o mais rápido possível.

Quando você segue as boas práticas determinadas pelo Google, os bots acabam priorizando o seu site. Aliás, você pode conferir o “Guia de Iniciante para SEO” criado no site oficial do Google.

2. E-mail marketing

O marketing por e-mail é mais antigo do que você imagina. Muitos profissionais de marketing o consideram morto, com certeza você já viu artigos com o título: “O email marketing morreu! Veja como contornar este problema”. Contudo, ainda o considero um dos melhores canais para lembretes, notificações e boletins informativos.

O pensamento é simples: você já desativou uma conta das redes sociais? Claro que você deve ter pensado nisso pelo menos uma vez. Mas você já pensou em desativar um email? Certamente, não!

Esse é um dos poucos canais que as pessoas utilizam mesmo estando fora do trabalho.

O e-mail oferece diversas oportunidades de conversão, principalmente para público frio, já que você pode enviar um cold e-mail para a base.

Mas como criar um bom e-mail marketing? Vou lhe dar 3 dicas que você poderá colocar em prática agora mesmo.

Como criar um bom e-mail marketing?

Para facilitar a compreensão, separei 3 elementos que julgo  essenciais para um bom e-mail marketing, que são:

Linha de assunto forte 

É o ponto de entrada de qualquer e-mail. Por que os usuários deveriam clicar no e-mail se não é atraente? Crie uma copy para ter um assunto que atraia a atenção das pessoas e aumente as taxas de abertura.

Por exemplo, uma loja de eletrodomésticos poderia enviar algo como:

Corre! Toda a nossa loja pela METADE do Preço!

Corpo do e-mail precisa ser comovente e emocionar 

Agora que os leitores abriram o e-mail, é preciso avançar para o próximo passo, que é a leitura da mensagem do corpo do email, para que as pessoas percebam o valor da mensagem.  O objetivo é prender a atenção dos leitores.

Exemplo: você está pronto para economizar o seu dinheiro e mobiliar a sua casa pela metade do preço? Então, confira as melhores ofertas que separamos para você!

Link para seu site 

Enquanto os leitores estão lendo o e-mail, você deseja que eles ajam em sua mensagem. Fornecer links para o seu site ou loja virtual irá gerar tráfego qualificado e algumas conversões.

Por exemplo, você pode escrever uma mensagem e acrescentar um link no texto “clique aqui” ou “conheça as outras ofertas”, pois esse é o tipo de mensagem que exige uma ação do leitor.

Utilizando com sabedoria, o e-mail pode ser uma grande fonte de tráfego qualificado para o seu site, gerando conversões a um custo extremamente baixo.

3. Redes sociais

Você sabia que as pessoas passam cerca de 5 horas diárias nas redes sociais? Esse é o tempo médio… criadores de conteúdo e a geração mais jovem, com idade entre 13 e 19 anos, podem passar muito mais tempo conectados nas redes sociais.

O engajamento nas redes sociais é muito maior que nos motores de pesquisa e e-mails, não tenha dúvidas. A sede de socialização aumentou. As marcas estão usando a oportunidade para entrar em seu espaço de socialização e atingir os clientes onde eles passam a maior parte do tempo.

Analise onde o seu público está, seja no Instagram, Facebook, Tik Tok ou qualquer outra rede, entenda o comportamento do seu consumidor e adicione essas redes sociais à sua estratégia de marketing.

Outra dica importante é utilizar anúncios pagos para gerar leads qualificados ou até mesmo vender automaticamente, afinal, as pessoas estão utilizando as redes sociais e a internet, 24 horas e 7 dias da semana.

Quando você utiliza anúncios nas redes sociais pode escalar as suas vendas e aumentar os seus lucros de forma exponencial.

Abaixo, explico um pouco mais sobre tráfego pago nas redes sociais. 

4. Tráfego Pago

Digamos que você queira classificar uma página no Google amanhã, certo? Ou quer atingir a sua persona com o seu conteúdo nas próximas horas? Infelizmente, isso não é possível quando falamos de tráfego orgânico. 

No tráfego orgânico há muitas variáveis que fogem do nosso controle, por isso é mais difícil ter um resultado em curto prazo. 

Você tem muito menos controle com o alcance e a conversão do marketing orgânico. Os algoritmos do mecanismo de pesquisa mudam quase todos os dias! Manter seu conteúdo em conformidade com esses critérios pode ser um grande desafio.

Porém, uma grande vantagem dos motores de buscas mais utilizados no mundo, como Google e Bing, é que ambos possuem mídia programática, que você poderá utilizar para criar anúncios e atrair mais pessoas para a sua loja virtual.

Aqui você consegue definir para qual perfil de usuário o anúncio deve ser entregue. Por exemplo, se você está vendendo roupas íntimas para homens adultos, da região central da sua cidade, é possível especificar todas essas informações no seu gerenciador de anúncios.

Isso traz mais assertividade para os anunciantes que terão que criar anúncios mais atrativos e anúncios mais sedutores para aumentar as conversões da sua loja virtual.

Os canais de tráfego devem trabalhar de forma inteligente

Você deve ter quantos canais forem necessários para a sua estratégia de marketing. Se você conseguir tirar proveito de 2 ou dos 4, ótimo! O importante é que todos eles tenham a sua devida importância nas vendas da sua loja virtual.

É importante realizar diversos testes em cada canal, utilizá-los juntos e basear-se num funil de vendas para aumentar as suas chances de conversão.

O importante é testar e errar rápido, assim você poderá corrigir os erros sem que eles causem qualquer prejuízo ao seu orçamento.

Todas as estratégias que deram certo devem ser escaladas e replicadas para que o seu negócio aumente as suas vendas rapidamente.

Porém, se você ainda não possui uma loja virtual, confira este artigo sobre os  9 pontos importantes para abrir um e-commerce.

Artigo produzido pelo convidado Marketing com Café.

Posts relacionados