Como elaborar um plano de negócio eficiente para o seu e-commerce?

 

O êxito de uma loja virtual está diretamente ligado ao planejamento empresarial, no qual são definidas as bases estratégicas para captação de clientes, conversão de vendas e administração do negócio.
Para aumentar as chances de sucesso do e-commerce, é preciso fazer esse processo desde o começo, isto é, torna-se necessário aprender como elaborar um plano de negócio para o seu empreendimento.

É recomendado montá-lo antes de a empresa começar, de fato, a operar, já que ele serve de guia aos gestores. No entanto, é possível constituí-lo durante o funcionamento do e-commerce, já que esse documento será capaz de ajudar os gestores em projetos futuros ou na abertura de subsidiárias e filiais.

Adiante, separamos informações importantes sobre o plano de negócios e algumas dicas para você montar um. Acompanhe!

 

O que é um plano de negócios?

Plano de negócios é um instrumento de gestão. Especificamente, ele consiste em um documento que indica os recursos necessários para a condução de um negócio e os custos de sua implementação. Também comprova sua viabilidade comercial. Normalmente, é composto pelos seguintes itens:

– Resumo executivo explicando qual o conteúdo do material;

– Descrição geral em que são mostradas as competências e habilidades de diretores e sócios, além das mercadorias/serviços que serão vendidas (mix de produtos);

– Visão, missão e valores. Esses três itens se referem à forma como o empreendedor imagina o futuro da empresa, qual a participação dela na concretização desse propósito e que princípios que a guiarão;

– Análise estratégica, em que se descreve como a companhia (no caso, o e-commerce) se posicionará e atuará no mercado. Essa etapa é baseada em pesquisa de mercado, sendo necessário que tenha metas e objetivos claros;

– Plano financeiro indicando e justificando a viabilidade do projeto, a quantidade de investimento necessária e qual será o retorno financeiro;

– Informações sobre a operação logística da loja virtual, o que inclui dados de estoque e lista de potenciais parceiros;

– Plano de marketing e vendas, em que estejam detalhadas as etapas e formas de atração de cientes e de comercialização de produtos/serviços.

 

Qual é a sua importância?

De acordo com o estudo “Sobrevivência das Empresas no Brasil”, feito com 2.006 empresas, pelo Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), em 2016, o planejamento é um dos fatores que ajuda na sobrevivência dos negócios.

A pesquisa, que ouviu representantes de companhias ativas e inativas, criadas em 2011 e 2012, constatou que as organizações em funcionamento tiveram média de 11 meses de planejamento antes de serem abertas. Por outro lado, no caso das encerradas, a média era de somente oito meses de planejamento.

Além disso, das companhias ativas, 39% negociaram prazos com fornecedores ou conseguiram crédito em bancos para suas operações na etapa de planejamento, contra 23% das inativas. Esses dados evidenciam a importância de um bom planejamento, já que ele pode afetar diretamente a sobrevivência do e-commerce.

Além disso, um instrumento desses bem elaborado, acompanhado e controlado, impacta positivamente a loja virtual por fornecer ferramentas e informações importantes para os gestores administrarem o negócio. Devido a esse fator, o plano de negócios:

– Colabora no desenvolvimento de uma visão global do negócio;

– Serve como referência para atrair investidores;

– Possibilita o planejamento do futuro da loja virtual, com estimativas de gastos, de orçamentos e de receitas em determinados períodos;

– Aumenta a confiança na estrutura do empreendimento digital;

– Serve como base para a solicitação de crédito, pois muitos bancos exigem esse documento para avaliar e liberar empréstimos ou financiamentos.

 

Como elaborar um plano de negócio?

O plano de negócios deve obedecer às especificidades de sua loja virtual, ou seja, é preciso adaptar os pontos indicados acima para o seu contexto empresarial para que esse instrumento seja eficiente.

Todavia, existem passos que costumam ser semelhantes nos planos de negócios, independentemente do setor. Reunimos alguns dos principais em forma de dicas, confira:

 

Compreenda a qual mercado seu negócio deve se direcionar

É importante, antes de tudo, conhecer bem o mercado que será atendido pelo seu negócio, dimensionando-o adequadamente. Por exemplo, um e-commerce de nicho deve ter ciência do perfil de seu público, da localidade que atenderá e do tamanho de seu segmento.

Isso é importante para não criar expectativas distantes da realidade do setor, como obter receitas superiores ao que é possível nesse filão de mercado. Isso prevenirá que você realize investimentos maiores do que os necessários, gerando prejuízos.

 

Escolha uma boa plataforma de e-commerce para sua empresa

Durante o planejamento, você deverá escolher uma boa plataforma de e-commerce para o seu negócio, pois dela dependerão a eficiência, a segurança e a agilidade da sua loja virtual.

Veja uma plataforma que ofereça personalização de recursos e um bom suporte para eventuais desafios encontrados no site do e-commerce. Também é essencial que ele entregue um layout full responsivo, de modo que a loja virtual possa ser acessada de qualquer dispositivo com conexão à internet.

 

Defina o processo de logística a ser adotado

Você precisará estabelecer um bom processo logístico para o seu e-commerce, devendo buscar parceiros confiáveis para isso (transportadoras, fornecedores, terceirizados etc.). Além do mais, será preciso implantar um fluxo de trabalho para sua cadeia de suprimentos (supply chain), com métodos de entregas, distribuição, armazenagem etc. bem definidos.

É possível adotar, por exemplo, o cross docking, em que o produto comprado pelo cliente é enviado a um centro de distribuição (próprio ou terceirizado). Dali, utilizando um sistema organizado de redistribuição, ocorre o encaminhamento da mercadoria ao consumidor.

Há também o dropshipping, sistema no qual se realizam parcerias com fornecedores e, após isso, catalogam-se os produtos deles em seu e-commerce. Nesse caso, abre-se mão de um estoque próprio.

Isso porque, quando o consumidor faz um pedido, o lojista recebe o valor, tira sua parte e adquire a mercadoria do fornecedor que, por sua vez, encaminha o item diretamente ao cliente.

 

Defina um plano financeiro com previsão de custos e de receita

Deve-se fazer um bom estudo de todos os possíveis custos iniciais que o e-commerce terá para funcionar, bem como as despesas mensais.

Essas ações ajudam a descobrir o faturamento mínimo necessário dentro de um período, geralmente um mês, para quitar todos os gastos da loja virtual. Entre eles, temos salários, pagamento de fretes e despesas de estocagem.

A partir disso, você poderá precificar melhor as suas mercadorias e estabelecer orçamentos mais adequados para os setores do seu negócio.

 

Crie estratégias de marketing

Seu plano de negócios deve estabelecer estratégias de marketing que serão aplicadas no futuro, além de delimitar seus orçamentos. Você deverá apontar os tipos que serão trabalhados (marketing digital, Inbound Marketing, marketing promocional etc.) e quando essas abordagens terão início.

Seu plano de marketing também deverá apontar os meios que serão usados para divulgação do e-commerce, como redes sociais, Google AdWords e e-mail marketing.

 

Defina um cronograma para acompanhamento

Durante a fase de implementação, é importante contar com um cronograma de acompanhamento para verificar se os preceitos do plano de negócios estão sendo executados corretamente.

Para complementar essa checagem, defina no planejamento métricas de avaliação, como Retorno sobre o Investimento (ROI), e indicadores de e-commerce. O objetivo é avaliar se os resultados alcançados estarão condizentes com as previsões.

 

Experimente um plano de negócio online

Existem ferramentas online que facilitam a criação do documento, sendo úteis caso você tenha dificuldade em sua confecção.

Todavia, é você que deverá preencher as informações e realizar as pesquisas e levantamentos de dados sobre seu futuro e-commerce. Por isso, é importante aplicar as dicas acima e estudar sobre o assunto.

Afinal, aprender a como elaborar um plano de negócio é essencial para quem deseja iniciar um e-commerce e desenvolver projetos de sucesso no meio virtual. Isso porque, como visto, esse instrumento possibilita estruturar o funcionamento dos setores, estabelecer ações iniciais de marketing e descobrir quais os recursos (tempo, dinheiro, mão de obra etc.) necessários para a operacionalização da sua loja virtual.

Gostou das dicas? Se quiser aprofundar seus conhecimentos sobre esse tema, sugerimos a leitura do nosso e-book “Plano de Negócios para E-commerce: o Guia Definitivo!”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *