Como fazer um bom SEO na descrição de produtos

As oportunidades de negócios têm se multiplicado para quem vende pela internet. O número de consumidores online aumenta todos os anos, assim como o volume de empresas que investem no e-commerce.

Esse cenário é positivo para o setor de comércio eletrônico, mas também representa um desafio: é preciso encontrar formas de vencer a concorrência pela atenção do público, colocar a marca em destaque na frente do consumidor.

Para isso, os investimentos em ações de marketing digital são importantes, porém, os gestores não devem se descuidar, também, das técnicas de SEO.

Aplicadas à descrição de produtos, elas ajudam o site a ficar mais bem posicionado nos motores de busca. Essa área merece atenção: serviços de busca como o Google funciona como a porta de entrada dos consumidores para a internet.

No artigo de hoje tratamos justamente desse assunto. A proposta é apresentar boas práticas nessa área, detalhando como o e-commerce pode ter estratégicas eficazes de SEO. Acompanhe!

Como funciona o SEO para e-commerce?

Em tradução livre, SEO – Search Engine Optimization significa Otimização dos Mecanismos de Busca. Estamos nos referindo, então, a um conjunto de técnicas e estratégias que ajudam a melhorar o desempenho do site em serviços de busca.

No caso do Google, que domina essa área de pesquisa no Brasil, a proposta é conhecer as regras empregadas para o ranqueamento. A partir daí, fica mais fácil saber o que fazer para colocar a loja virtual nas primeiras posições do ranking.

Está enganado quem pensa que aparecer nos primeiros lugares é uma métrica de vaidade. Estatísticas do Google indicam que 75% das pessoas concentram as buscas nos resultados iniciais.

Assim, quem está numa boa posição aumenta as chances de capturar a intenção do público. Para isso, mais do que investimento, o que pesa é a estratégia. Para as lojas virtuais, o principal cuidado é em relação à descrição dos produtos.

Fique atento: ao analisar as opções de plataformas de e-commerce, certifique-se de que ela é SEO Friendly. Isso significa que ela foi desenvolvida para apresentar uma performance superior nessa área.

Como aplicar as técnicas de SEO no e-commerce?

Antes de analisarmos o que pode ser feito na descrição de produtos, vale enfatizar algumas questões importantes para a página da loja como um todo:

— design é importante, porém, é fundamental garantir a usabilidade do site. O cliente hoje é exigente e precisa ter facilidade na hora da navegação.

— não se descuide da responsividade. O mobile commerce ganha cada dia mais relevância, até em função da preferência do consumidor. Na maioria das situações, os dispositivos móveis são os canais prioritários para o acesso.

— garanta mais autonomia para o usuário. Essa é uma característica do e-consumidor: ele gosta de alternativas personalizadas, ou seja, precisa ser a opção de fazer o seu próprio caminho no site.

— as imagens e os vídeos tornam o site mais atraente, mas cuidado com problemas na hora do carregamento.

Como trabalhar a descrição de produtos?

Clareza e objetividade são aspectos importantes em qualquer texto, porém, têm um peso ainda maior quando trabalhamos a descrição dos produtos.

Primeiro, porque precisamos ser sucintos na enumeração das características dos produtos ou serviços. Se precisamos ser diretos, não adianta usar termos rebuscados, que dificultem a compreensão do cliente.

Além disso, é importante atentar para essas questões:

Conteúdo original

Nos critérios do Google, ele considera se o conteúdo é original. Então, fique atento: não vale a pena apenas repetir o texto que consta, por exemplo, nos descritivos do fabricante.

Cuide das palavras-chave

Essa é outra questão fundamental para ter um bom SEO na descrição de produtos. Analise os termos e procure diversificar o uso das palavras-chave, empregando também expressões secundárias.

O principal é buscar o equilíbrio: trabalhar com termos mais procurados, mas que não sejam muito disputados pelos seus concorrentes.

Uma boa recomendação, nesse caso, é investir no long tail. Elas captam uma quantidade menor de visitantes, mas eles chegam na sua página sabendo o que querem. Ou seja, as chances de conversão são maiores.

Pense nisso: atrair um público qualificado pode ser uma vantagem para quem está visando a venda.

Para melhorar o ranqueamento, é importante que as palavras-chave estejam presentes nos títulos e Intertítulos.

Atualize o SEO

Quem atua nessa área sabe que SEO exige atualização contínua. É preciso acompanhar as mudanças de critérios do Google e revisar os elementos inseridos nas páginas.

Links quebrados, por exemplo, podem prejudicar o desempenho do site, então, certifique-se de que todos estão funcionando corretamente.

Mesmo que o objetivo seja ocupar as melhores posições nas buscas, não perca de vista a importância de valorizar a experiência do usuário. No final das contas, é isso o que interessa, certo?

Coloque links internos

O emprego de links internos é uma ótima maneira de melhorar o SEO para loja virtual. Eles são importantes porque ajudam o Google a entender como funciona a hierarquia do seu site e o que você considera ser mais relevante.

Ao programá-los, lembre-se de que é o objetivo é facilitar a navegação do usuário, permitir que ele conheça outros conteúdos disponíveis na sua loja.

Integre suas redes sociais

Quem tem um negócio online não pode ignorar a relevância conquistada pelas redes sociais. Além da audiência, que é alta, são importantes para garantir maior interação com os clientes.

Como o Google avalia o volume de visitas, quanto mais pessoas circulando na loja, melhor. Uma forma de fazer isso é compartilhar os links nas redes sociais da empresa e também adicionar botões de compartilhamento no site.

Trabalhar bem as técnicas e as estratégias SEO no e-commerce não é uma tarefa fácil. Por isso, apesar de os gestores serem obrigados a ter noção de como isso funciona, o melhor mesmo é contar com serviços especializados.

Além da experiência, geralmente as agências que se dedicam à atividade dispõem das ferramentas adequadas para realizar esse tipo de trabalho.

Gostou do artigo? Quer mais dicas para aprimorar os resultados do seu e-commerce? Assine nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos exclusivos.

Posts relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *