Como tomar a melhor decisão

decisão

O erro mais grave no processo decisório é não perceber a real natureza do seu problema. A teoria parece simples, não? Afinal, se você faz a pergunta errada, com certeza não terá a melhor decisão para as principais questões da sua empresa.

Em tempo de crise e economia instável, tomar a melhor decisão, com aumento de eficiência é questão grave e importante. E a raiz da solução começa na pergunta: qual é o problema?

Você identifica um problema: os clientes estão abandonando o carrinho; aqueles clientes que voltavam uma vez por mês pararam de voltar; o ROI das campanhas de e-mail marketing caiu. E agora?

Na Amazon, Jeff Bezos inventou que qualquer relatório é um texto com no máximo seis páginas de narrativa. Precisa apresentar números? Faça isso no texto. Ou seja, seus executivos e funcionários são obrigados a condensar, explicar e deixar muito claras suas posições e as propostas que fazem.

A prática de analisar-escrever ajuda não só a tomar decisões informadas, como identificar qual é o real problema. O exercício de escrever exige clareza, pensar na questão de fora, imaginar a estrutura – e quais as melhores palavras e imagens para descrever uma situação.

Não existem fatos, apenas interpretações.

A frase de Nietzsche ilustra bem a questão. O e-commerce, graças ao meio digital, tem no seu painel de administração uma infinidade de informações, que revelam comportamentos e, mais que isso, problemas e, muitas vezes, suas soluções.

Como? No webinar sobre gestão, com Samuel Gonsales, da e-Millenium, mostramos como a rentabilidade e lucratividade podem aumentar com o trabalho em cima das informações.

O principal é descobrir qual é o problema. Vamos dizer que você tem um problema no seu funil de vendas – os clientes deixam sempre o processo antes de chegar ao carrinho, digamos. O que faz o processo se interromper? Sim, pode ser uma questão séria de usabilidade, mas também preços ou o tempo de carregamento de um determinado item.

Se você interpretar o comportamento dos clientes de forma equivocada vai dedicar energia e dinheiro para mexer em algo que não precisa ser mexido. E deixará de resolver o problema real.

Para descobrir exatamente as questões – seja no e-commerce como nos processos internos – uma boa sequência de ações é:

  1. Analisar
  2. Escrever
  3. Comparar
  4. Definir qual é o problema

Você já parou para avaliar como a sua empresa toma decisões e resolve problemas? Este pode ser um grande diferencial competitivo.
Foto: Lori Greig via Compfight cc

Posts relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *