Como transformar colaboradores em revendedores digitais e aumentar sua força de vendas

Momentos de crise, como o que estamos vivendo, exigem que as empresas sejam ágeis na adoção de iniciativas mais adequadas para a nova realidade.

Quem trabalha com e-commerce sabe a importância da transformação digital, até porque ela é a base do fortalecimento do setor nos últimos anos.

As soluções tecnológicas proporcionam enormes vantagens na venda de produtos e serviços, na medida em que conseguem agilizar os processos de gestão da operação, ao mesmo tempo em que atendem à demanda do chamado consumidor 3.0.

Estamos falando de um público que aprecia a comodidade na hora da compra e que exige mais atenção das marcas com as quais vai se relacionar.

Nesse contexto, uma das mudanças provocadas pela pandemia do Covid-19, é a expansão desse público. Pessoas que ainda não haviam aderido ao comércio eletrônico devem experimentar as compras online nos próximos meses.

Para as empresas, as implicações são grandes. Precisam se reorganizar rapidamente para minimizar os problemas gerados pelo fechamento das lojas físicas, além de lidar com um mercado em retração.

Separamos informações importantes sobre as medidas que podem ser adotadas pelas empresas neste momento. Confira!

Porque investir na adoção de novos canais de venda

Entre as medidas que podem ser adotadas, destaca-se o uso de soluções tecnológicas como o ZapCommerce, que proporciona benefícios significativos para as empresas, independentemente do estágio no qual elas se encontram no processo de transformação digital.

Essa afirmação está baseada no fato de que o app pode ser usado tanto por empresas que estão iniciando a venda via internet, como por aquelas que já trabalham com esses canais, mas precisam nesse momento conferir mais atenção à plataforma digital para ampliar os resultados.

Como acelerar a implantação da loja virtual

Para quem ainda não atua com e-commerce, a versão start do ZapCommerce funciona muito bem, uma vez que facilita a abertura da loja virtual.

Apenas o vendedor precisa fazer a instalação do aplicativo, uma vez que o consumidor vai usar o app de mensagem que está habituado: WhatsApp, Facebook Messenger e Instagram Direct.

Nessa versão, a loja faz rapidamente o cadastro de produtos (sem limites) e de vendedores, além de ter acesso à base de conhecimento da JET, na qual vai encontrar diversos artigos sobre como aproveitar melhor as funcionalidades do aplicativo.

A operação de venda é simples: a abordagem do consumidor acontece no ambiente que ele está acostumado a usar e, após a seleção do produto, o pagamento é processado com total segurança.

Como aplicar inteligência ao e-commerce

A versão corporate do ZapCommerce é ideal para quem já está presente no ambiente digital e está preparado a usar as estratégias de Business Intelligence ao seu negócio.

O app foi criado para reunir o melhor do universo digital: ambiente tecnológico para a força de vendas, controle para os gestores da operação e segurança com boa experiência de compra para consumidor. 

No painel gerencial, os gestores têm acesso a inúmeras informações sobre o cliente, o que permite mais assertividade na elaboração das estratégias de venda.

É possível, por exemplo, fazer a personalização do layout, facilitando a identificação da marca por parte do cliente.

Outro diferencial importante é o fato de a loja ter como adotar diferentes modelos para o seu negócio: rede de afiliados, venda direta, franquias, loja física ou prestação de serviço.

Como aumentar a força de vendas

Para este momento atravessado pelo varejo, o ZapCommerce pode ser um grande aliado das empresas ao permitir o aumento da força de vendas, sem a necessidade de fazer investimentos ou mobilizar capital.

A proposta é que os colaboradores sejam cadastrados no app e que possam, a partir do aplicativo, intensificar a abordagem do cliente, direcionando a comunicação de acordo com o perfil do usuário.

Isso é possível porque no painel gerencial a marca tem à disposição dados detalhados sobre a movimentação das vendas. Ou seja, com alguns cliques é possível ter acesso aos produtos cadastrados, compartilhados e mais vendidos.

É fácil também analisar o perfil dos clientes, uma vez há informações sobre gênero, região de compra, frequência, ticket médio e número de itens comprados.

Para a elaboração das estratégias, o cliente pode levar em conta dados como tempo médio de conclusão das vendas, horários mais propícios para a abordagem.

Para fortalecer as ações de cross sell, o app tem funcionalidades importantes de BI, mostrando:

  • Quem comprou também comprou;
  • Produtos relacionados;
  • Promoções e combos;
  • Margens: descontos e overpriced;
  • Recomendações de ofertas de acordo com histórico de compras.

Na gestão do processo interno, o cliente pode contar com relatórios comparativos sobre os vendedores para avaliar volume de vendas, valor das negociações e quantidade de compartilhamento.

Na versão Corporate, a implantação é assistida, a empresa recebe treinamento e tem ainda outros benefícios como key account, taxa diferenciada do meio de pagamento, API para integração com outros sistemas, ambiente exclusivo para a criação de conta e catálogo de produtos com preços sugeridos para o vendedor.

Porque concentrar atenções no ambiente virtual

Para quem ainda tem dúvidas sobre a necessidade de concentrar esforços no ambiente digital, é importante analisar a movimentação do mercado no período pós-chegada do Covid-19 no Brasil:

As entidades do setor indicam que, apenas na primeira quinzena de março, houve alta de 30% a 40% nos pedidos online, comparando com 2019.

Como era de se esperar, nesse primeiro momento dispararam as vendas de produtos ligados à saúde e de alimentos.

Segundo a ABComm, Associação Brasileira de Comércio Eletrônica, em algumas lojas virtuais o aumento das transações foi de mais de 180% em categorias como alimentos, bebidas, beleza e saúde.

Os especialistas têm chamado atenção, também, as mudanças no hábito do consumidor em relação ao e-commerce. Mesmo pessoas que até então resistiam ao uso do delivery e ao e-commerce estão aprendendo a usar os canais e a tendência é que se acostumem com as facilidades.

Portanto, levar o modelo de negócios para a internet é importante não apenas para movimentar o caixa neste momento, mas também para garantir que a loja esteja preparada quando a economia voltar a girar normalmente.

Como ter sucesso no ambiente digital

De olho nesse processo de transformação digital, vale redobrar a atenção com algumas questões:

  • Lembre-se de que a quarentena imposta a alguns dos principais locais do país tem feito com que as pessoas passem muito mais tempo conectadas à internet. Resulta daí a necessidade de as marcas fortalecerem sua presença no ambiente digital. Nesse caso, não se trata apenas de vendas, mas de construção (e manutenção) da reputação das marcas.
  • Nesse contexto, é importante garantir um atendimento de qualidade para o público. Muitos podem estar experimentando o online, então, é fundamental dar a assistência necessária para o uso das ferramentas digitais.
  • Não se descuide das questões relacionadas à segurança do usuário. O tráfego aumentou bastante, o que exige atenção com a navegabilidade das plataformas online.

Como você viu neste artigo, as empresas precisam nesse momento redobrar a atenção com suas estratégias. Uma das formas de melhorar a força de vendas é fazer uso das soluções tecnológicas que vão ajudar no processo de gestão e fazer ofertas mais precisas para os clientes.

Gostou do artigo? Quer mais dicas de como aprimorar suas vendas via internet? Assine nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos exclusivos sobre o comércio eletrônico!

Posts relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *