Conteúdo interativo: como aumentar o engajamento com o seu público

A produção de conteúdos interativos faz todo o sentido para quem tem um e-commerce. Primeiro, porque esses materiais exercem um papel importante para gerar tráfego para a loja e, portanto, reforçam as estratégias de comunicação das empresas.

Outra questão a ser considerada é a atração que esses materiais exercem sobre as novas gerações de consumidores. 

Assistimos neste momento a chegada ao mercado de consumo de pessoas nascidas entre 1980 e 1995, que formam a geração dos millenials, e têm uma relação diferente com a internet, afinal, a viram nascer. 

Trata-se de um grupo mais dinâmico e imediatista e que é mais exigente em relação à essa questão da interatividade, uma vez que têm um comportamento mais ativo em suas relações de consumo. 

Num cenário mais desafiador, com aumento da concorrência pela atenção da audiência, conteúdos interativos cumprem uma função elementar para o e-commerce: estreitar a relação entre marca e público. 

Vendas baseadas no relacionamento são essenciais para o varejo online, uma vez que assim é possível reduzir, por exemplo, o CAC – Custo de Aquisição de Clientes, que costuma ser alto nas plataformas digitais.

Reunimos neste artigo informações importantes para quem pretende aprimorar a produção de conteúdo do e-commerce, aproveitando a possibilidade de interação com o consumidor. Confira!

O que é conteúdo interativo?

Como se pode deduzir do próprio nome, esse tipo de conteúdo estabelece algum tipo de interação com a audiência.

Outra premissa importante é que seja um material mais instigante. Ou seja, a proposta é romper com aquela ideia de oferecer apenas conteúdos estáticos, pouco dinâmicos.

As plataformas digitais são propícias para se obter feedback dos clientes. Tanto é que essa tem sido uma das forças das redes sociais, nas quais o público pode reagir aos conteúdos apresentados, seja com um like ou mesmo com um compartilhamento.

O que muda, com o conteúdo interativo, é a necessidade de envolver o público de alguma forma, para além da assistência. Ela deve participar, interagir com o material.

Isso pode ser feito de diversas maneiras: clicando, respondendo alguma questão, enfim, tomando uma decisão em relação ao que foi apresentado.

Por que produzir conteúdos interativos?

A importância de se incentivar a interatividade pode ser resumida numa palavra: engajamento.

Quem atua com marketing de conteúdo sabe que este é o objetivo das ações, até porque é a partir dele que a marca consegue ampliar o seu alcance.

Isso acontece, por exemplo, nas redes sociais. Quanto maior o número de interações (curtidas e compartilhamentos), maiores as chances de a publicação ganhar repercussão.

O formato também é importante para que a empresa consiga reunir mais informações sobre o cliente, o que é algo valioso para o e-commerce. Afinal, faz muita diferença para os resultados de conversão entregar uma mensagem personalizada.

Assim, ao criar, por exemplo, um quiz para o seu público, a empresa não apenas ganha a atenção das pessoas, como tem a oportunidade de conhecer melhor as suas preferências.

De posse dessas informações, fica bem mais fácil fazer uma oferta mais alinhada com os interesses daquele usuário ou mesmo disponibilizar um conteúdo que desperte o interesse daquele cliente.

As experiências realizadas nessa área também confirmam que a interatividade é uma aliada das empresas na medida em que aumenta o tempo de interação do cliente com a marca.

É fácil entender como isso funciona. Voltando ao exemplo do quiz, para respondê-lo a pessoa terá que ler todas as questões e, claro, enviar os seus dados para obter o resultado.

Quando se trata de um conteúdo estático isso pode não acontecer, uma vez que a leitura pode ser interrompida a qualquer momento. Além disso, por melhor que seja o CTA (call to action), nem sempre o usuário vai reagir a ele.

Importante considerar, também, o fato de que a empresa tem como acompanhar as reações do público em diversos momentos do material. É possível avaliar as interações com cada elemento incluído no conteúdo interativo.

Como iniciar a produção de conteúdos que interajam?

Para dar início à produção de conteúdos desse tipo, que provoquem a interação do usuário, é importante adotar alguns cuidados:

– Definição da persona

Definir adequadamente a persona da estratégia é um elemento chave para o sucesso desse tipo de ação. Essa preocupação já faz parte do planejamento das empresas, contudo, neste caso é preciso redobrar a atenção com o assunto.

O direcionamento da mensagem para a pessoa correta faz muita diferença nos resultados. Mas dificilmente será possível provocar uma reação se não conseguimos entender quais são exatamente as “dores” daquela pessoa.

Além de tornar o conteúdo mais atrativo, ter as características do público bem delimitadas será primordial também para oferecer um material que responda aos objetivos da empresa naquele momento. 

– Indicação dos objetivos

A criação de conteúdos interativos deve ser baseada na jornada de compra do cliente. Ou seja, saber em que estágio do funil de vendas aquele cliente se encontra é fundamental, porque a partir daí podemos desenhar as melhores estratégias, específicas para aquela situação. 

Por exemplo, se a operação precisa aumentar a base de clientes cadastrados, pode usar um conteúdo interativo no topo do funil, visando captar dados de contato. O exemplo do quiz citado no início do texto é um formato que funciona bem nesse caso.

Se o objetivo da empresa é trabalhar no fechamento da venda, um vídeo interativo pode ajudar, uma vez que oferece um conteúdo personalizado, configurado a partir das respostas que foram enviadas pelo cliente durante a interação.

– Monitoramento

Assim como acontece nas demais ações do marketing digital, é imprescindível fazer o acompanhamento dos resultados.

Para isso, devem ser estabelecidas as métricas que serão monitoradas no desenvolvimento do projeto.

Ao fazer esse tipo de avaliação é possível não apenas reunir aprendizados para as próximas ações, mas realizar eventuais ajustes.

Como essas ações dependem do feedback do público, é importante verificar se os objetivos traçados pela empresa estão sendo alcançados.

3 exemplos de conteúdos interativos para você produzir ainda hoje!

Quiz

Entre os conteúdos interativos, os quizzes têm um papel destaque. Os testes são simples de serem elaborados e, além de envolver a audiência, permitem que a empresa enriqueça a sua base de dados sobre os clientes.

O principal cuidado, neste caso, é garantir que os materiais sejam atrativos, ou seja, devem ter entretenimento, informação, algo que o diferencie dos outros tipos de conteúdos.

Infográficos

Com caráter geralmente mais informativo, os infográficos são grandes aliados das estratégias de marketing de conteúdo.

Empregados usualmente na fase de atração do cliente, para fazer a nutrição do lead, eles se tornam mais poderosos com a inclusão da interatividade.

Isso pode ser feito a partir da inserção de perguntas ao longo do material ou mesmo de vídeos interativos. A proposta é que o público possa participar de alguma forma, influenciando no resultado do material.

Calculadoras

Consideradas importantes para incentivar os clientes no momento da decisão de compra, as calculadoras interativas podem ser usadas em várias etapas da jornada de compra.

As informações que serão trabalhadas dependem da especificidade de cada negócio, mas a proposta é contribuir de alguma forma com a decisão de compra do cliente.

Ou seja, o objetivo é facilitar a compra, tornando os cálculos mais simples. As mais comuns envolvem quantidade, mas também têm se destacado programações que ajudam nas questões ligadas ao bem-estar, por exemplo.

Como vimos neste artigo, os conteúdos interativos são uma forma de enriquecer o contato com os clientes, fortalecendo a sua relação com a marca.

Da parte das empresas, trata-se de uma excelente oportunidade para reunir mais informações sobre o público, o que vai tornar as abordagens mais assertivas.

Uma dica prática para quem está iniciando a sua produção desses formatos é atualizar os materiais já produzidos. É possível inserir elementos de interação, aumentando o nível de atratividade dos conteúdos.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre produção de conteúdo para o comércio eletrônico? Confira este artigo sobre Blogs para e-commerce.

Posts relacionados