Dia dos Pais vem aí. Sua loja está pronta?

Com o dia 9 de agosto (que será a data do Dia dos Pais em 2015) batendo às portas, já passou da hora de você lançar mão das ferramentas de marketing indicadas para datas promocionais. A única previsão para a data foi feita pelo e-bit e prevê aumento de 43% nas vendas, com tíquete médio de R$ 346,00 – pouquíssima variação em relação ao Dia dos Namorados e Dia das Mães de 2015. Em 2014 vimos o e-commerce brasileiro festejar a data, com aumento de 29% nas transações e 10% no tíquete médio, segundo pesquisa da Braspag. Se as expectativas se confirmarem, a data vai aquecer um pouco mais os negócios online. Em pesquisa de 2013, a WMcCann descobriu um verdadeiro descompasso entre os desejos dos pais (que queriam smartphones e tablets de presente) e o planejamento dos filhos (que planejavam comprar roupas e acessórios). Segundo a pesquisa, os dois principais fatores responsáveis por este descompasso são a falta de intimidade, que gera uma visão estereotipada por parte do filho em relação aos desejos de consumo do pai; e o menor valor atribuído à data e, consequentemente, ao ato de presentear. A despeito disso, o estudo identificou uma contradição: mesmo não dando tanta importância aos presentes, os pais não gostam de ganhar acessórios convencionalmente associados ao gênero masculino, sobretudo de vestuário. “Vemos na escolha dos itens um desejo dos filhos de “consertar” ou atualizar os pais, principalmente através de itens de vestuário, e os consumidores recorrendo fortemente ao lugar comum, optando por roupas, sapatos e carteiras em 47% dos casos”, explicou, na época, Aloísio Pinto, vice-presidente de planejamento da WMcCann e responsável pela coordenação do estudo. Nesse contexto a ajuda das marcas e anunciantes com dicas de como presentear de maneira mais criativa são manifestamente bem-vindas por 70% dos filhos. Isto porque, na hora de escolher o presente, além do conhecimento próprio em relação aos pais (46%), eles se baseiam em referências que vêm das vitrines (41%), nas redes sociais (21%) e na publicidade em geral (20%). Agora corra para o seu planejamento, pense um bom mix e faça a sua divulgação. Vale criar, dar descontos, brindes. Afinal, crises sempre são um ótimo momento para crescer e inovar. Foto: kbodwell via Flickr

Posts relacionados