E-commerce moveleiro rumo ao nicho

e-commerce móveis
Cadeiras e móveis - MOMA-NY A categoria de móveis e decoração está em alta no e-commerce brasileiro. Segundo os números do e-bit, respondeu por 7% das vendas em 2015. O setor se beneficia não apenas da entrada de nomes conhecidos, mas da criação de novos negócios, criados para ambiente digital e focados em nichos moveleiros. O desafio exige um tanto de conhecimento e por isso o SEBRAE, através do sitema de inteligência setorial, criou um relatório específico para o setor: E-commerce de nicho, a segmentação a favor do setor moveleiro (link para download). O estudo mostra aos pequenos produtores de móveis como estruturar negócios digitais em que o centro são móveis e decoração. O desafio é conquistar os mais de 60 milhões de brasileiros online em busca de ofertas, oportunidades e bons produtos. No setor moveleiro, tudo funciona como sempre: é preciso saber qual é o seu público alvo, quem são os concorrentes, como a empresa vai entrar no mercado online. Como o setor de móveis é personagem “novo” – embora já tenha diversos concorrentes de peso – ainda é uma área em que inovação e modelos específicos têm boa chance de sucesso. As melhores chances, segundo o SIS, estão com os empresários que buscarem a segmentação e conquistarem uma determinada área, conhecer profundamente seu consumidor e a possibilidade de ocupar mercados ainda não ocupados. As orientações do SIS/SEBRAE:
  1. A escolha da sua plataforma de e-commerce é crítica. É a base para o sucesso de seu negócio e deve atender todos os pontos necessários.
  2. O segredo no setor está em oferecer medidas corretas e descrições bem feitas para que o consumidor consiga visualizar todos os detalhes antes da compra.
  3. Entenda profundamente a legislação que afeta o e-commerce no Brasil. Há regras específicas para ICMS – e tributos podem afetar o funcionamento do negócio.
  4. Pense logística. A entrega é um dos pontos mais importantes do comércio eletrônico e no caso específico de móveis e decoração exige mais que inteligência, inovação e soluções que interessem o cliente.
  5. Atendimento sempre. Lembre que o cliente é o centro. Começar com a equipe pronta para atender as mais diversas demandas é fundamental para criar um público – e construir boa reputação no mercado.
  6. Use todas as ferramentas disponíveis para conquistar espaço: redes sociais, vídeos. O conteúdo será o melhor aliado do seu marketing.
Foto: Wikipedia

Posts relacionados