LinkedIn em expansão: mudanças à vista

logo do linkedin sobre terno e gravata

logo do linkedin sobre terno e gravata

Penry Price, vice-presidente do LinkedIn disse à Veja, em maio, que a rede profissional, que tem 21 milhões de profissionais brasileiros (350 milhões no mundo) estava fazendo mudanças. Este mês, as mudanças chegaram de verdade – e a nossa gerente de marketing, Daniela Melo, já ganhou a sua página para produzir artigos. [Siga o link para acompanhar as atualizações por lá].

Até agora visto pela maioria apenas como um quadro de oportunidades de emprego, o Linkedin passa a incentivar a produção de conteúdo (original ou não) para tentar ganhar reputação como um ambiente no qual pessoas debatem os rumos da economia, de suas profissões e de empresas. Com essa guinada, é claro, pretende conquistar anunciantes e usuários dispostos a pagar por assinaturas premium.

Ferramentas para negócios

A rede realizou uma pesquisa sobre B2B e coletou as seguintes informações:

  • 86% dos compradores são mais propensos a fazer negócios com os profissionais de vendas que fornecem insights ou conhecimento sobre o setor;
  • Os compradores são 5 vezes mais propensos a falar com profissionais de vendas que são apresentados por alguém de sua rede do que vendedores desconhecidos;
  • 50% dos compradores não respondem aos profissionais de vendas quando não é a pessoa certa para entrar em contato sobre o novo negócio.

A terceira área de negócios da rede no Brasil, Soluções de Vendas veio se juntar às áreas de soluções em marketing e talentos. A nova área chega para usar o conceito social selling – ou seja, usar a informação disponível na rede para ajudar as empresas a vender.

Baseada no conceito de Social Selling – venda social -, a nova área pretende usar a informação disponível na rede profissional para alavancar as vendas das empresas. “Estamos nos distanciando da ideia de vender anúncios para começar a comercializar inteligência, dados, informações.”, afirmou o VP. Para isso é preciso usar a ferramenta chamada Sales Navigator, é possível focar nas pessoas corretas, manter-se informada sobre as principais atualizações das empresas e construir uma relação de confiança com clientes atuais e potenciais. Trata-se da única solução de vendas construída inteiramente dentro de uma rede social.

Segundo Miguel Assaf, diretor de Soluções de Vendas, “O social selling já existe informalmente dentro da rede”. Outra novidade é o Lead Accelerator, que permite conexão de marcas e profissionais dentro e fora da plataforma. Através de anúncios e conteúdo, as marcas poderão acompanhar o processo de decisão de compra – e personalizar suas respostas. A função desta ferramenta é entregar oportunidades de alta qualidade às equipes de vendas.

Agora resta saber se empresas e profissionais usarão as novas ferramentas. A JET já usa algumas delas com sucesso. Trata-se de uma ótima rede para tratar de assuntos B2B. Acompanhe também nosso canal por lá.

 

Posts relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *