Período de festas promete aquecer o comércio eletrônico.

Shoppings lotados, fila de estacionamento, juros altíssimos e falta de tempo. Os principais empecilhos na hora de presentear. Na época de Natal é quase impossível evitar a correria das compras. A procura por preços mais baixos e a facilidade e comodidade na entrega são as principais preocupações do consumidor nessa época do ano. Por esse motivo, as vendas no comércio eletrônico prometem um forte crescimento no setor. Segundo pesquisa realizada pelo e-bit, o varejo online prevê um faturamento de R$ 3,25 bilhões com as vendas de Natal, representando um crescimento considerável de 25% em relação ao mesmo período no ano passado. Ainda segundo a pesquisa os itens que lideram a wish list de busca por produtos, são os segmentos de informática, moda e acessórios, seguidos por produtos eletroeletrônicos, livros e também cosméticos. Mas é preciso evitar atropelos na hora de comprar, a fim de evitar transtornos. Comparar preços, escolher bem os produtos e se certificar sobre formas de pagamentos disponíveis, prazos de entrega e a política de troca, são as recomendações na hora de finalizar suas compras. Esteja bem atento a política de privacidade e segurança da loja de sua escolha, verificando a idoneidade da mesma em sites de avaliação e comparativos de preços, observando também informações como endereço e telefone fixo. E não esqueça de imprimir sua confirmação de compra, isso é uma garantia para recebimento do produto. Fique de olho, a vantagem de comprar pelo comércio eletrônico é que você pode comprar no horário que quiser, encontrando o item que você realmente precisa. E para facilitar a escolha na hora de comprar, muitas marcas ajudam o e-consumidor através da organização de listas por ordem de desejo e preços. É, pelo visto o e-commerce veio para facilitar ainda mais a vida do Papai Noel.

Posts relacionados