S-commerce: O poder das redes sociais

O termo social commerce está ganhando espaço dentro do comércio eletrônico. Também conhecido como s-commerce, ele se refere às ações de marketing de lojas virtuais promovidas através de redes sociais, como Orkut, Facebook, Twitter, WordPress, etc. Entenda porque sua empresa TEM que estar nestas redes.

Essas plataformas de interação virtual estão se tornando alvo das empresas e, cada vez mais, mostram que é possível obter bons resultados a partir de seus modelos de relacionamento.

As vantagens em explorar as redes sociais são muitas.

  • Segundo pesquisa da Hitwise Serasa Experian, o Orkut é o segundo site mais acessado no país, perdendo apenas para o Google.
  • Dos 31 milhões de usuários cadastrados no Orkut, 77,4% são brasileiros. Se ele fosse um estado brasileiro, seria o mais populoso do país, com 24 milhões de usuários ativos. (Fonte: Netpop Research)
  • As redes sociais apresentam grupos de interesse, o que proporciona uma segmentação de mercado extremamente útil para as empresas, que podem encontrar seu público-alvo com facilidade e, ao mesmo tempo, elaborar estratégias de marketing mais focadas e eficientes.
  • Interação entre consumidores. Uma experiência positiva do cliente com a marca é amplificada nas redes sociais, uma vez que a boa imagem da empresa é relatada de consumidor para consumidor, o que passa muito mais credibilidade do que a própria empresa afirmando suas qualidades.
  • Custo x benefício de campanhas nestes sites de relacionamento. O custo de uma campanha em sites de relacionamento é muito inferior aos resultados que ela pode gerar.

Apesar dos benefícios oferecidos, muitas empresas resistem em participar das mídias sociais. Talvez porque não basta criar um perfil nesse tipo de site e apenas esperar pelos resultados. Afinal, como o próprio nome diz, são redes de socialização e relacionamento, onde os processos de compra e venda ficam em segundo plano, como uma conseqüência da interação entre a empresa e o cliente.

“Não basta dizer para as pessoas. É preciso fazer com que as pessoas digam umas para as outras.” (Jim Farley – CMO Ford)

A conversa está acontecendo de forma ininterrupta nas redes sociais há muito tempo. É preciso saber entrar nela, principalmente se você quer se tornar o assunto. Somando isso ao nível de aceitação das redes sociais no Brasil, torna-se vital que as empresas se especializem nas relações via redes sociais.

Em países como os Estados Unidos, que anteviram essa tendência, a grande maioria das lojas virtuais tem um gerente de Social Media, ou até mesmo um departamento especializado neste tipo de relacionamento com clientes.

Confira no vídeo abaixo alguns dados sobre as redes sociais e entenda as proporções da influência destas redes sobre o consumidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *