Vendas recorrentes e assinaturas estão em alta

Lucro _ pixabay

Estudo da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, ABComm, mostra que os clubes de assinatura estão em ritmo de crescimento no Brasil. Esta modalidade de venda cresceu 40% em 2015, atingindo R$ 600 milhões de reais.

No fim de 2015 eram 500 empresas que usavam o modelo de negócio. A ABComm estima que em 2016, sejam 700 empresas com evolução de 15% no faturamento, cerca de R$ 690 milhões.

Há vendas recorrentes (ou assinaturas) de alimentos, bebidas, cosméticos, brinquedos, artigos para pets e até de produtos eróticos. Para o presidente da ABComm, Maurício Salvador, isso mostra a maturidade do mercado e do consumidor.

Vendas recorrentes x assinaturas

As assinaturas são um ótimo jeito de garantir uma “renda fixa” ou pelo menos mais previsível para diversos negócios. Como o nome já diz, são produtos enviados em um certo período – em geral um mês – com pacotes pré-estabelecidos pelo lojista. Já a compra recorrente deriva do retorno do cliente à sua loja para comprar a mesma num certo período.

Não importa a modalidade, essa tendência é positiva para os consumidores – que ganham em conforto e comodidade – e para os empresários que, em meio à crise econômica ganham certa estabilidade, redução de custos e fidelização do cliente.

Segundo o consultor Ricardo Jordão Magalhães, há três formas de oferecer a venda recorrente: clube de assinaturas, uso ou combinando os dois (assinatura e uso). Como implantar e o que oferecer ao seu público vai exigir um tanto de inteligência.

O mercado brasileiro tem diversos casos interessantes de venda por assinaturas – como Wine, Clubeer, Leiturinha – e também de oferta de venda recorrente. A Netfarma, por outro lado, oferece compra recorrente a seus clientes há mais de ano e teve ótimos resultados com a iniciativa.

As ferramentas para isso estão disponíveis – a Plataforma JET faz isso com uma configuração relativamente simples – e permitem aos e-commerces ganharem clientes novos, que retornam sempre.

Imagem: Pixabay

Posts relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *